segunda-feira, 13 de julho de 2015

Projeto Logística Reversa de Medicamentos, pequenos gestos fazem a diferença

Com o avanço das tecnologias, a área farmacêutica obteve uma evolução e diversidade na fabricação de medicamentos para combater as doenças. Porém essa diversidade, fez com que o consumo desses produtos aumentasse de forma exacerbada, tornando-se com isso um problema de saúde pública.
As características químicas dos medicamentos apresentam um grande risco à saúde pública e ao meio ambiente, pois quando os descartamos, ao degradarem-se, liberam substâncias , as quais são potencialmente tóxicas, deixando assim resíduos de compostos que  poderão  contaminar o solo e as águas e com isso retornando ao consumo da população, podendo causar sérios danos.
           O projeto de logística reversa de medicamentos, por meio da informação do descarte correto dos medicamentos, realizado na E.E.E.M São Caetano, visa informar a comunidade escolar sobre as consequências causada por um descarte incorreto e as possíveis ações que podem ser feitas para minimizar os impactos ambientais que esta prática provoca.
              Esse projeto foi apresentado na escola no dia 04 de julho de 2015 para a comunidade escolar, com a finalidade de informar a população sobre a importância de se ter essas ações, promover uma educação ambiental ampla e prática como forma de preservação ambiental e de melhorar a qualidade de vida dos seres vivos.

 Texto: Prof. Kamille Losquiavo e Larissa Testolin

Um comentário:

  1. Parabéns pelo trabalho! Penso que o projeto é de fundamental importância nos dias atuais, uma vez que questiona o atual modelo econômico, a forma de produzir e de se relacionar com os recursos naturais. Ao mesmo tempo, remete a construção de outros valores, de respeito as pessoas e a natureza.

    ResponderExcluir